O Fotógrafo Cego Dos Jogos Paralímpicos

 

João Maia é um caso incrível de superação. O ex-carteiro se tornou deficiente visual aos 28 anos devido a uma infecção na região dos olhos. Enquanto aprendia a utilizar sua bengala, desenvolveu um interesse por fotografia. Hoje em dia, com 41, ele enxerga somente formas vagas e cores borradas a até 1m de distância, sendo considerado, para fins práticos, um fotógrafo cego.

A Fotografia é sensibilidade. Acho que é maravilhoso poder mostrar como percebo o mundo, como eu o ‘vejo’, como eu o sinto, como eu o percebo

— João Maia

jogos-paralimpicos

João tem praticado sua arte em eventos esportivos nos últimos 8 anos, até finalmente ser capaz de cobrir os jogos paralímpicos do Rio 2016. Baseado no som e nas sensações, ele comenta que teve dificuldade em fotografar as corridas de velocidade devido à distância que ficava dos atletas.

“Quando estou perto, sinto até o pulsar do coração dos corredores, os passos, e estou pronto para o disparo. Entre o ruído do público e a distância, é difícil para mim”

Confira algumas das imagens do fotógrafo:

fotografia-cega

fotógrafo cego

joao-maia

Veja mais fotos de João Maia em seu Instagram.

 

Written by

Designer e fotógrafo. Entusiasta de qualquer coisa que envolva criatividade e aventureiro nas horas vagas.

Último comentário
  • Você é um gênio.
    Um dom Divino
    Deus continue com você e seu DOM

Deixe um comentário